Pular para o conteúdo principal

Postagens

Um Mundo Só Seu

Existe momentos que você se sente fora do mundo em que vive... Se acha distante de tudo e de todos... Não esta mais conformado com sua atual existência... Quem nunca se sentiu assim ... Um estranho no mundo em que vive? Se sentir estranho e diferente não é errado ... Você não tem um problema por pensar isso ... Muita das vezes é exatamente ao contrário, você se sente mais forte por não possuir a mesma dependência que a sociedade impõe que você se pareça. Eu por exemplo não tenho problemas em lidar com o diferente, em respeitar os desejos dos outros ... Porém não me sinto obrigada a ser como ninguém ... Posso ser diferente e ser amada da mesma forma... Não preciso ser aceita por esse ou aquele, muito pelo contrário a partir do momento que eu me aceito, me aprovo e me respeito sou ao mesmo tempo capaz de respeitar o outro ... A nossa aceitação primeiro deve vir de nós mesmos... Eu gosto de viver em um mundo diferente ... Um mundo só meu, onde apenas alguns terão a capacidade de sentir…
Postagens recentes

Crenças e Valores

Tenho certeza que esse tema muitas vezes as pessoas querem deixar de lado. Mas nesse momento é uma das coisas que mais tenho refletido. Todos os dias penso comigo mesma em como posso superar meus desafios e me tornar uma pessoa melhor...  Vejo a indiferença das pessoas... os rostos fechados... as caras amarradas... as perguntas que você faz e a pessoa não responde... você conhece aquelas pessoas que você fala algum assunto e eles permanecem caladas como se não estivesse no recinto? sim essas pessoas me incomodam... não a deixo de respeitá-las e em muitos casos de amá-las quando se trata de pessoas do meu círculo de amizade ou familiar, mas uma coisa que me deixa intrigada é o fato de algumas pessoas serem tão apáticas... Tão individualistas e se dizerem tão moralistas. Querem tudo correto, não toleram os outros, mas pergunta que não quer calar, será que as atitudes delas são toleráveis? e aí começa o ponto na qual quero compartilhar nesta manhã.
O meu estado de espírito não depende, …

Irmã Dulce

Prezados Amigos que acompanham o blog, gostaria de compartilhar com vocês um livro incrível que estou lendo. Um grande amigo e colaborador Sr. Sidnei me emprestou o livro Irmã Dulce dos Pobres, no ultimo sábado comecei a leitura, e tenho certeza que foi um dos melhores livros que li em toda a minha vida. Recomendo a todas as pessoas. Tenho certeza que esse livro mudará a vida de vocês.
Já conhecia a história da irmã Dulce de ouvir falar, porém conhecer em detalhes é demais.  Talvez se todos pudessem conhecer esta história o mundo seria muito melhor. Uma mulher incrível, com uma missão de Deus de ajudar aos mais necessitados, uma administradora de obras sociais que resultaram grandes feitos.
"É, isso, irmã Dulce sabe fazer como ninguém. Pois com o mínimo de recursos humanos, com o mínimo de recursos materiais e com o mínimo de recursos financeiros, ela consegue fazer o máximo de benefícios à comunidade. Portanto, eu diria que a rentabilidade de recursos que são colocados à dispos…

A Correria

O que dizer sobre os dias que tenho vivido?
O que dizer sobre o que tenho sentido?

Os dias estão passando tão rápido que mal consigo escrever no blog, ou ler meus e-mails, ou acessar minhas redes sociais, tem mais de um ano que não consigo dar conta de tudo, por isso mal consigo entrar no facebook... kkkk

Cada pessoa tem o privilégio de organizar seu tempo, planejar seu tempo, e utilizar da melhor forma possível, por isso abri mão de muitas coisas, para fazer o que realmente faz sentido.

Uma das coisas que fiz para não desperdiçar meu tempo foi diminuir o acesso ao face, também coloquei como regra que não ligaria o computador aos domingos, ou seja, aos fins de semana, já que sábado eu estudo ou trabalho, o fim de semana passa muito rápido. Então decidi que não usaria internet para otimizar o meu tempo e aproveitar minha família e minha casa, leio livros, assisto filmes, cuido da casa, entre outras atividades.

Sei que hoje o mundo esta voltado para o uso de novas tecnologias, mas vi o …

Um Momento

Nada como um dia inteiro sozinha, para colocar tudo em ordem... Pois é ... Quando você descobre que não tem tempo para nada, começa a entender que você não sabe aproveitar o seu tempo ou entende que esta fazendo tudo errado... isso ou quase isso? Eu tenho uma vida bastante agitada, com muitos afazeres, tarefas e muitos desafios. Trabalho, estudo, sou casada, cuido da casa e também do marido... isso é só um detalhe! Fazer tudo isso e ainda ter tempo livre para curtir meus momentos... quando penso que faço muita coisa, encontro pessoas que fazem muito mais que eu, então paro e vejo que ainda existe espaço para mais coisas, e assim por diante... então sempre existem novidades, novos compromissos, novas receitas, e novas maneiras de fazer tudo acontecer... parece até engraçado, mas a cada dia tento me disciplinar quantos as minhas prioridades e não me distrair com coisas fúteis e sem sentido. As vezes isso parece meio radical, então paro e me deixo ter um tempinho para coisas sem sentido…

Multiplicando

Nada como chegar em casa e em menos de 10 minutos ja ter uma comida fresquinha na mão. Mas muitos podem pensar que isso aconteceu porque alguém fez essa comidinha para mim! Pura enganação!  Porque mesmo depois de um dia intenso de trabalho, eu preciso chegar em casa e cuidar de tudo, então mesmo depois de mil atividades no meu trabalho eu quando chego em casa tenho que cuidar dos afazeres domésticos, e cuidar da janta e ligar a bomba e muitas outras atividades. E aí preciso cuidar de mim, ou ao menos de vez em quando ir para a minha mãe para ela cuidar de mim!  Fora isso vida corrida, corre para lá,  corre para cá, depois de chegar em casa e jantar vou tentar fazer algumas tarefas da casa e depois terminar alguns serviços que ficaram pendentes, tais como responder emails, fazer planejamento e escrever projetos, e para completar a vida doida, sou voluntária em um projeto de mentoria o Ismart online, onde sou mentora de duas lindas adolescentes, essa semana preciso cumprir algumas tare…

Dancemons

Hoje começou a nova temporada de dancemons e também o primeiro episódio da grande competição de dança da Abby Lee.  Estou feliz por mim e vibrando com minhas sobrinhas!
Tenho acompanhado os episódios de Dancemons e isso me inspira bastante!  Não tenho filhos ainda, porque ainda não me sinto preparada para ser mãe, tenho uma vida muito agitada, e tenho que cuidar do meu trabalho, da minha casa, muitas atribuições, pouca ajuda e muitos sonhos, sei que não estou preparada para o ofício de ser mãe e claro meu esposo também não está nada pronto! Mas não acho que para ser Feliz preciso ser mãe, não é só a maternidade que torna uma mulher totalmente feliz.
Claro que ainda sou muito nova e ainda tenho muito tempo para me preparar!  :)Mas enquanto isso posso curtir o amor incondicional que tenho pelas minhas sobrinhas, claro que sou um pouquinho mãe das duas Claras, Maria Clara, 10 anos e Ana Clara,  4 anos. Elas são uma fonte de inspiração para mim, as duas, cada uma com seu detalhe especia…