sexta-feira, 6 de abril de 2018

Às primeiras quatro horas

Bom dia pessoal!
Vou compartilhar com vocês um pouco da minha rotina. Estou me adaptando a uma nova neste momento. Minha bebê nasceu em fevereiro de 2016, e de lá pra cá minha vida mudou completamente. Antes eu pensava que era uma pessoa ocupada, certamente eu não sabia de nada! Sempre soube que um filho(a) mudaria a minha vida por completo, mas na prática é tudo muito diferente.
Não tive momento de resguardo, licença, essas coisas. Apenas repousei por uns dias, kkk repousar? Jamais, com um bebê você nunca irá repousar. Passei o primeiro mês do nascimento cuidando exclusivamente da Ana Beatriz (minha princesa) em casa, mas tinha e-mails e inúmeras coisas para resolver mesmo à distância. Completados um mês, retornei com ela para o trabalho, com uma nova sala toda adaptada para receber um bebê. E assim me dividia alternadamente em cuidar, amamentar, pensar, respirar e corresponder as expectativas no trabalho, ops não posso esquecer as tarefas como dona de casa e esposa. 
Desde que Ana Beatriz nasceu costumo dizer que em casa só sento para duas coisas, a primeira amamentar e a segunda fazer xixi, fora isso estou em pé fazendo alguma atividade. De todos os desafios que a vida me trouxe sem dúvidas ser mãe é o maior de todos. Porque talvez você consiga dar conta de tudo, mas com um bebê certamente não dará. E não quero ser pessimista, pelo contrário durante toda a minha vida você nunca verá eu reclamando de algo, sei que tudo na vida é uma fase e que vencerei todas. Deixo de fora as minhas limitações e procuro me concentrar no que é realmente importante, e claro, no que faz a minha vida ter sentido.
A gratidão em acordar todas as manhãs e poder escolher a pessoa que quero ser, a certeza de que tudo está em minhas mãos, basta que eu acredite e faça o meu dia ser cada vez melhor. Deus sempre nos dará forças para começar ou recomeçar quando necessário, e sempre haverá em mim o motivo de agradecer a Deus por todas as oportunidades que ele me proporciona. 
Então vamos trabalhar, porque cabe a cada um de nós buscar o que queremos, digo trabalhar em todas as áreas de nossas vidas, pois tudo depende do seu empenho e motivação. 
Sem novidade a vida fica chata, não é mesmo?
Ana Beatriz está com 2 anos e 1 mês, 25 meses exatamente, iniciou na escola no início do ano, e isso já foi uma grande mudança em nossa rotina. Acordo às 6h30 para organizar tudo e às 7hs acordo ela para ir à escola, ela entra às 7h30 e sai às 12hs, então levando o tempo que eu deixo ela na escola e busco digo que tenho praticamente 4hs para me organizar e me concentrar em algo. A concentração e disciplina são as minhas principais metas no momento, organizar os pensamentos, e atingir metas à curto e longo prazo. Sempre dizia que na primeira semana que Ana Beatriz fosse à escola, eu iriar dormir até a hora de buscá-la, kkk, e finalmente quando ela foi pra escola eu me esqueci dessa promessa, e nunca fui pra casa dormir, era de se esperar. 
Saio da escola direto para o Instituto Mundo Novo (meu local de trabalho e segunda casa), e durante 4hs sem minha chicletinho tento reorganizar tudo por aqui. Nesses 2 anos, tenho que admitir que a concentração estava bem longe de mim, e que a desorganização chegou querendo ficar, cada dia era um novo dia para organizar o caos instalado. Dormir é uma palavra que não existe em meu vocabulário, e se tornou muito raro para mim, dormir por mais de 3hs é algo imaginário, e para o trabalho intelectual e mental tudo ficou bem difícil nesses 2 anos.
Agora com a nova rotina quero iniciar o meu processo mental de organização e concentração, e assim atingir meus objetivos. Agora dormindo melhor me sinto mais motivada para começar o dia e realizar as tarefas necessárias para alcançar o êxito.
Então às 4 horas que tenho enquanto Ana Beatriz está na escola, eu me concentro nas atividades mais importantes, leitura, estudos, e-mails, criação de conteúdo entre outras tarefas que exigem concentração e disciplina. E assim vamos seguindo. Em breve tudo irá melhorar ainda mais, não é mesmo? e vocês como funciona a rotina com os filhos? É desafiador demais ser mãe e trabalhar fora não é mesmo, e ser mãe empreendedora então, nem se fala!

A dica é: "Mesmo que tudo pareça difícil não desista NUNCA".


Fofura da mamãe, minha bebê intelectual com 10 meses



terça-feira, 6 de março de 2018

O amor que me move!


Sempre fui movida por amor, e hoje comecei o dia com vontade de reativar o meu blog. Na verdade sempre tenho vontade de voltar a escrever, mas a gente sempre fica esperando o momento certo, a hora certa, e isso tudo é uma grande bobagem, porque na maioria das vezes ficamos paralisados por medo de começar. E assim passamos o tempo inteiro adiando tarefas, adiando sonhos e esperando o momento certo que nunca irá chegar. 
O momento certo é exatamente o momento que você começa agir, o momento certo é sem dúvidas o momento que você decide tomar decisões independente das circunstâncias. O Fato é que estamos sempre nos escondendo atrás das nossas desculpas, desculpas esfarrapadas que damos todos os dias por não fazer o que devemos fazer.

Bom, então vamos começar o dia deixando fluir coisas boas. O amor precisa invadir nossos corações todas as manhãs, é necessário agradecer a Deus por termos tido a oportunidade de acordar mais um dia. Uma oportunidade incrível, sem dúvidas! Então por esse motivo bora começar o dia amando as pequenas coisas a nossa volta.

O amor é capaz de curar qualquer dor, esse amor vive dentro de nós, às vezes está adormecido e só precisa de prática. Eu sou movida pelo amor, e meu objetivo sempre estará em espalhar esse amor aonde eu chegar.

Hoje resolvi reativar esse blog, pelo que acabei de ver a última postagem foi em 2015, quanto tempo não é mesmo? quantas coisas aconteceram durante todo esse tempo. Mas vou deixar o que ficou para trás e bora escrever uma nova história para esse blog com o objetivo tão legal de compartilhar amor e um montão de coisas boas.

Uma ótima terça-feira para todos nós e vamos produzir.

Que ótimo motivo para começar bem o dia!



quarta-feira, 15 de abril de 2015

Um Mundo Só Seu

Existe momentos que você se sente fora do mundo em que vive... Se acha distante de tudo e de todos... Não esta mais conformado com sua atual existência... Quem nunca se sentiu assim ... Um estranho no mundo em que vive? Se sentir estranho e diferente não é errado ... Você não tem um problema por pensar isso ... Muita das vezes é exatamente ao contrário, você se sente mais forte por não possuir a mesma dependência que a sociedade impõe que você se pareça. Eu por exemplo não tenho problemas em lidar com o diferente, em respeitar os desejos dos outros ... Porém não me sinto obrigada a ser como ninguém ... Posso ser diferente e ser amada da mesma forma... Não preciso ser aceita por esse ou aquele, muito pelo contrário a partir do momento que eu me aceito, me aprovo e me respeito sou ao mesmo tempo capaz de respeitar o outro ... A nossa aceitação primeiro deve vir de nós mesmos... Eu gosto de viver em um mundo diferente ... Um mundo só meu, onde apenas alguns terão a capacidade de sentir... Um mundo de paz interior... Um mundo de amor ... Não entendo como as pessoas podem ser tao dispersas ao ponto de não perceberem como a vida passa rápido ... Tão rápido que temos que saber aproveitar ao máximo ... A insensibilidade torna o outro incapaz de olhar ou ouvir o outro... Ele só esta disposto a ouvir a si próprio e ter suas próprias opiniões e conclusões ... Não olha o outro com respeito, isso é o tipo de pessoa que esta crescendo nessa nova geração ... Pessoas preocupadas apenas com elas ... Com exposições diárias de suas vidas nas redes sociais pessoas com necessidade de aparição ... Outras com necessidade de adquirir coisas de marca que nem podem pagar ... Querem mostrar o que elas mesmas não são ... Porque o mundo e a sociedade pressiona o tempo todo para sermos assim ... Por esses e outros motivos preciso viver em Mundo diferente ... Mundo esse que crio dentro das minhas imaginações, leituras, dentro do meu cantinho reservado, dentro de muitas possibilidades ... Acreditando sempre que um mundo novo é possível com mais amor e respeito ... 😃😃

segunda-feira, 30 de março de 2015

Crenças e Valores

Tenho certeza que esse tema muitas vezes as pessoas querem deixar de lado.
Mas nesse momento é uma das coisas que mais tenho refletido.
Todos os dias penso comigo mesma em como posso superar meus desafios e me tornar uma pessoa melhor... 
Vejo a indiferença das pessoas... os rostos fechados... as caras amarradas... as perguntas que você faz e a pessoa não responde... você conhece aquelas pessoas que você fala algum assunto e eles permanecem caladas como se não estivesse no recinto? sim essas pessoas me incomodam... não a deixo de respeitá-las e em muitos casos de amá-las quando se trata de pessoas do meu círculo de amizade ou familiar, mas uma coisa que me deixa intrigada é o fato de algumas pessoas serem tão apáticas... Tão individualistas e se dizerem tão moralistas. Querem tudo correto, não toleram os outros, mas pergunta que não quer calar, será que as atitudes delas são toleráveis? e aí começa o ponto na qual quero compartilhar nesta manhã.

O meu estado de espírito não depende, se eu acordei bem... se o meu time ganhou... se estou com dinheiro... se estou feliz... se estou só preocupada com meu bem-estar... se a minha casa é bonita... ou coisas desse tipo... eu não preciso desses sintomas para sorrir, para tratar os outros com amor e respeito, para ser solidária, para ouvir, para apoiar, para oferecer um ombro amigo, porque muitas das vezes o outro apenas quer ser ouvido, quer apenas um carinho seu, um agrado, uma atitude de amor pode curar feridas abertas. A maneira como eu trato o outro, a maneira como eu respeito.
As minhas atitudes estarão diretamente relacionadas as minhas crenças e valores, estará diretamente ligada aquilo que eu acredito, aquilo que eu não abro mão...  e eu não abro mão de me relacionar com o outro, de fazer o bem, de sentir o que o outro sente, de ser solidária, de ter amor ao próximo, de respeitar as diferenças, de olhar o outro e sempre poder fazer e contribuir para o bem e para a paz no mundo. Se os valores fossem pensados e refletidos mais vezes haveria um mundo de paz ao nosso redor, mas muitos torcem para ver o circo pegar fogo, e sentem a necessidade de fazer com que o outro sinta-se mal. 

Meu pedido para esta manhã é: busque a paz interior e realmente aquilo que pode lhe trazer felicidade através de gestos, sentimentos e atitudes, respeito o outro e sinta-se amado, seja solidário e verá o quanto a vida lhe trará bons frutos... 

Apenas uma reflexão para esta manhã... 


terça-feira, 21 de outubro de 2014

Irmã Dulce

Prezados Amigos que acompanham o blog, gostaria de compartilhar com vocês um livro incrível que estou lendo.
Um grande amigo e colaborador Sr. Sidnei me emprestou o livro Irmã Dulce dos Pobres, no ultimo sábado comecei a leitura, e tenho certeza que foi um dos melhores livros que li em toda a minha vida.
Recomendo a todas as pessoas. Tenho certeza que esse livro mudará a vida de vocês.

Já conhecia a história da irmã Dulce de ouvir falar, porém conhecer em detalhes é demais. 
Talvez se todos pudessem conhecer esta história o mundo seria muito melhor.
Uma mulher incrível, com uma missão de Deus de ajudar aos mais necessitados, uma administradora de obras sociais que resultaram grandes feitos.

"É, isso, irmã Dulce sabe fazer como ninguém. Pois com o mínimo de recursos humanos, com o mínimo de recursos materiais e com o mínimo de recursos financeiros, ela consegue fazer o máximo de benefícios à comunidade. Portanto, eu diria que a rentabilidade de recursos que são colocados à disposição dela é quase infinita. Irmã Dulce quase repete o milagre da multiplicação dos pães. Ela, com muito pouco, consegue atender a muitos. Ora num país como nosso (como em qualquer outro país em desenvolvimento), onde a escassez de recursos financeiros e materiais é tão grande, e por outro lado é tão grande a demanda por assistência médica e assistência ao menor abandonado - não haveria como o governo - e talvez toda a sociedade - atender, em termos de padrões normais e a níveis de custo, a todos aqueles que são carentes. Mas isso seria possível se todas as instituições trabalhassem com a eficiência de Irmã Dulce. No caso, além de ter eficiência naquilo que é o tratamento objetivo, a qualidade da assistência médica no Hospital Santo Antônio e a qualidade da assistência ao menor no Centro Educacional, é igual ou melhor do que aquela tecnicamente proporcionada por qualquer outro tipo de estabelecimento similar no Brasil. Além disso se acrescenta o amor e o carinho que dificilmente são encontrados em qualquer outro estabelecimento. Tanto ela consegue o milagre de dar a mesma assistência a custos muito mais baixos para a sociedade, como também, sobre isso, ainda dá uma dose de amor e carinho em tudo que toca. Eu digo sempre que considero irmã Dulce o mais eficiente empresário que nós temos hoje na Bahia. Não é nenhum dos muitos empresários que tanto se fala. Eu acho que é Irmã Dulce. Nenhum de nós tem a capacidade de analisar e de separar as coisas e verificar uma sequência lógica, com que ataca o problema." Palavras de Angelo Calmon de Sá, em dezembro de 1983.

Muitas coisas me chamaram a atenção e ainda desejo ler mais 2 vezes esse livro, gostaria de compartilhar com vocês algumas palavras de irmã Dulce em uma de suas entrevistas.

- O que a senhora pensa do seu trabalho? A senhora acha que esse tipo de trabalho resolve o problema social, isto é, acaba com a pobreza?
Irmã Dulce - Jesus disse no evangelho "pobre sempre tereis". Não se vai acabar com a pobreza, Deus instituiu pobres e ricos. Porém, a gente deve empregar todos os esforços possíveis para melhorar a situação. O que aconteceria se a gente fosse cruzar os braços? Quantos milhares de pessoas saíram daqui curadas, voltaram às suas famílias e hoje estão trabalhando? Quantas centenas de menores abandonados devolvemos habilitados para a sociedade? Se cada um fizer a sua parte, se cada pessoa se conscientizar do seu papel estarão concorrendo para a melhoria da situação do povo.

- E o que é preciso para realizar esse trabalho, irmã?
Irmã Dulce - É preciso que haja muito AMOR para um trabalho desse. A gente não tem hora para fazer as refeições, para dormir, para nada. Só temos hora para rezar, pois a oração é a força, a alavanca que sustenta toda a engrenagem. Nesse trabalho a gente não vive a nossa vida. A gente vive em função da vida dos pobres. Vivemos os problemas deles. O pobre, o doente que vem à nossa porta é um outro Cristo que nos procura. E nós devemos recebê-lo de braços abertos, fazendo tudo por ele.

- O que a senhora acha da juventude atual?
Irmã Dulce - Penso que a agitação do mundo de hoje, a desagregação da família leva o jovem ao desespero, ao vício, à revolta. Porém, conheço muitos jovens que vêm aqui para trazer uma palavra de conforto para os doentes, cantam e dançam para eles, distribuem doces, fazem a maior festa. Isto não é saudável?

- Para a senhora qual é a função social da Igreja?
Irmã Dulce - Acredito que seja a que Deus mandou, levar Deus ao povo, fazer o máximo de si em benefício dos outros e procurar despertar no coração de cada um a semente do amor a Deus e ao próximo.

- Irmã, eu já tomei muito do seu tempo precioso. De que forma posso ajudá-la daqui por diante?
Irmã Dulce - Eu gostaria que você transmitisse a cada pessoa que irá ler o seu artigo esse amor que sinto pelos pobres. Eu gostaria que cada um sentisse no seu coração essa necessidade de doar-se a Deus na pessoa do pobre. Eu gostaria que outras irmãs, outras pessoas, deixassem germinar no seu coração esta semente do amor a Deus na pessoa do pobre. Eu gostaria que, quando eu fechasse os olhos, alguém fosse tomar conta, fosse tomar frente desse trabalho com desprendimento, com amor total aos pobres que tanto sofrem e tanto precisam de amparo....


Acima está um trechinho da entrevista que um jornalista fez a Irmã Dulce.
Sugiro que todos leiam e reflitam sobre essas palavras tão sinceras da irmã Dulce, pois hoje os valores estão muito perdidos, mas sei que ainda existem pessoas do bem, pessoas que pensam no próximo, que este texto possa impactar a vida de vocês, que ela sirva como exemplo de que é possível colaborar, pois o pouco se torna muito. 

Que vocês possam ver a Irmã Dulce como um grande exemplo de vida, de uma mulher íntegra que dedicou toda a sua vida ao próximo.



Que Deus abençoe a todos vocês!

Um forte abraço!

Bianca S. Carvalho


sábado, 18 de outubro de 2014

A Correria

O que dizer sobre os dias que tenho vivido?
O que dizer sobre o que tenho sentido?

Os dias estão passando tão rápido que mal consigo escrever no blog, ou ler meus e-mails, ou acessar minhas redes sociais, tem mais de um ano que não consigo dar conta de tudo, por isso mal consigo entrar no facebook... kkkk

Cada pessoa tem o privilégio de organizar seu tempo, planejar seu tempo, e utilizar da melhor forma possível, por isso abri mão de muitas coisas, para fazer o que realmente faz sentido.

Uma das coisas que fiz para não desperdiçar meu tempo foi diminuir o acesso ao face, também coloquei como regra que não ligaria o computador aos domingos, ou seja, aos fins de semana, já que sábado eu estudo ou trabalho, o fim de semana passa muito rápido. Então decidi que não usaria internet para otimizar o meu tempo e aproveitar minha família e minha casa, leio livros, assisto filmes, cuido da casa, entre outras atividades.

Sei que hoje o mundo esta voltado para o uso de novas tecnologias, mas vi o quanto isso prejudica não só o nosso tempo, como nossa saúde e qualidade de vida.
Por isso prefiro não ser uma pessoa dependente do uso de internet, celular, ou coisas parecidas, pois seu que muitos viveram até hoje sem utilizar esses mecanismos, então é possível viver um pouco desconectado.

Procuro usar a tecnologia ao meu favor, uso para estudo, para o trabalho, para buscar oportunidades e coisas que irão acrescentar na minha vida, e algumas vezes para diversão, mas isso não pode consumir todo o meu tempo, já que os dias correm ... e são preciosos porque nunca sabemos quanto tempo teremos aqui na terra.

Quanto o blog a falta de tempo, ficou de lado. Mas gosto muito de escrever e compartilhar coisas, por isso quero muito voltar a publicar com frequência.

Para isso estou criando uma rotina para o blog, uma rotina interativa e dinâmica, onde eu possa ter postagens interessantes durante a semana.

Então estou me organizando para essa nova fase...

Um forte abraço a todos!

Não deixe que o uso da tecnologia faça com que você perca a oportunidade de estar lado a lado com quem você ama, não desperdice seu tempo precioso...

Beijinhos!!!

domingo, 20 de julho de 2014

Um Momento

Nada como um dia inteiro sozinha, para colocar tudo em ordem... Pois é ... Quando você descobre que não tem tempo para nada, começa a entender que você não sabe aproveitar o seu tempo ou entende que esta fazendo tudo errado... isso ou quase isso? Eu tenho uma vida bastante agitada, com muitos afazeres, tarefas e muitos desafios. Trabalho, estudo, sou casada, cuido da casa e também do marido... isso é só um detalhe!
Fazer tudo isso e ainda ter tempo livre para curtir meus momentos... quando penso que faço muita coisa, encontro pessoas que fazem muito mais que eu, então paro e vejo que ainda existe espaço para mais coisas, e assim por diante... então sempre existem novidades, novos compromissos, novas receitas, e novas maneiras de fazer tudo acontecer... parece até engraçado, mas a cada dia tento me disciplinar quantos as minhas prioridades e não me distrair com coisas fúteis e sem sentido.
As vezes isso parece meio radical, então paro e me deixo ter um tempinho para coisas sem sentido também, como qualquer outro ser humano normal.
Nos últimos meses, semanas e dias não tenho tido muito tempo para distrações, porque de dezembro para cá muitas coisas aconteceram, e minha agenda está cada vez mais louca. Um turbilhão de emoções e acontecimentos invadem minha vida diariamente, e mesmo não entendendo as vezes como elas chegam fazem todo sentido quando vejo os resultados. 
Hoje, domingo dia 20 de julho de 2014, acordei cedo determinada a organizar e cuidar da casa, meu esposo saiu bem cedo para trabalhar, então acabo tendo um momento só meu, na minha casa, e mesmo sentindo saudades do meu adorável esposo, amo meus momentos a sós, aprendi que estar sozinho não é se sentir solitário, posso estar sozinha em casa, mas não me sentir só. 
Aproveito esses momentos únicos para colocar tudo em ordem, até mesmo meus sentimentos, minha mente, minha agenda, posso fazer tudo no meu tempo, acordo, faço meu café (coisa bem rara, porque só faço café quando estou em casa sábado ou domingo), coloco roupas para lavar, arrumo a cozinha, lavo os banheiros, varro, passo pano, tiro pó dos móveis, paro em meio a tudo isso e faço reunião via hangout com duas lindas na qual sou mentora, pois é, para quem não sabe sou voluntária em um projeto, na qual sou mentora de duas adolescentes lindas que estão disputando com outras adolescentes do Brasil todo uma bolsa de estudos para cursarem o ensino médio, depois da reunião, estendo roupas, paro e faço um macarrão instantâneo delicioso, almoçar miojo por exemplo é o tipo de coisa que só faço quando estou sozinha em casa... isso é bom mesmo! Depois de almoçar as 15hs, subo e continuo a arrumação do quarto, troca roupa de cama, sacode os tapetes, coloca na janela para pegar um solzinho que apareceu de repente, e depois de quase tudo pronto, sobra tempo para passar algumas roupinhas para a semana... então desço de novo e faço um cafezinho para terminar o dia estudando inglês e fazendo as tarefas do curso, aliás segunda feira o dia começa bem cedo na aula de inglês às 7hs da manhã... Bom geralmente tudo isso que citei acima faço aos sábados, quando não estou estudando, pois estudo o dia inteiro nos sábados de quinze em quinze dias, pertinho da minha casa na FGV em Botafogo.... brincadeirinha... porque moro bem longe... rsrsrsrs, então como ontem eu estudei o dia inteiro, reservei o domingo para colocar tudo em ordem. Porque de segunda a sexta feira é dia de EMPREENDER... pois é, sou uma empreendedora social, faço negócios e contribuo para transformação de vidas, e meu horário durante a semana é muito louco, começa bem cedo e termina bem tarde... Mas tudo isso vale muito a pena, e você deve estar se perguntando porque não estou reclamando ou porque não acho uma vida difícil? e só tem uma resposta para isso tudo... AMOR E PAIXÃO... verdadeiramente sou apaixonada pelo que faço, e quer saber ainda acho pouco... sim é verdade, existem muitas outras coisas que quero fazer... :)
São exatamente 19:09hs e dei uma paradinha para tomar um cafézinho e pensei porque não escrever um pouquinho, amo escrever! 
Então é isso meus amigos... encerro dizendo que tudo na vida tem um sentido, quando sabemos o queremos e quando temos certeza da onde queremos chegar, estejam certos de que a escolha que fizerem hoje será crucial para toda a sua vida... :) Uma ótima noite a todos! E Feliz dia do Amigo... já ia esquecendo dia 20 de julho dia do amigo, estou sozinha, mas sei que tenho amigos incríveis que estão bem aqui no meu coração... e para mim dia do amigo é todo dia... bjs... 

Essa sou eu... rsrsrsrssrsr Feliz e apaixonada pelo que faço... 


Às primeiras quatro horas

Bom dia pessoal! Vou compartilhar com vocês um pouco da minha rotina. Estou me adaptando a uma nova neste momento. Minha bebê nasceu em f...